Carlos Roberto -  CRS Palestrante

A vida,  os sentimentos e impressões em prosa e verso

Textos

OS SIGNIFICADOS DO AMOR


Já escrevi nesse recanto:

"Amor, palavra tão vulgar quando conjugada com o verbo fazer.
Paixão, sentimento enganoso confundido com Amor.
Amor, excelência dos sentimentos, amor puro e incondicional.
Amor! Continuarás sendo amor, apesar dos equívocos humanos."

O amor é, na realidade a excelência dos sentimentos, pois existe uma definição bíblica que afirma que “Deus é amor”. Isso significa que Deus não pode negar-se a si mesmo, ou seja, Deus não conseguiria nos odiar, mesmo que quisesse, pois Ele é amor.

O amor tem vários significados, dependendo do contexto em que a palavra é utilizada:

Ágape é o amor de Deus, um amor abnegado, incondicional, independente daquele que é amado.
Phileo ou Philia, amor fraterno, amizade entre as pessoas.

Storge é o amor familiar.

Eros é o amor físico, portanto, erótico e que deve ser interpretado numa relação natural, pois fora disso, é pecado contra as determinações divinas.

Hoje, o amor está desfigurado de seu sentido original e creio que a música de Arnaldo Jabor e Rita Lee colocam o sexo contracenando com o amor e o fazem muito bem, mas para entendermos a inferioridade que identifica o sexo naquela música, é necessário ter em mente que se trata do sexo não genuíno ou, seja, quando praticado o sexo pelo sexo.

Nesse sentido, seria heresia afirmar que amor é cristão e sexo é pagão. Ora, não dá para pensar que o cristianismo exclui a sexualidade. As comunidades cristãs não se expandem apenas pela aquisição de novos membros, mas cresce também por razões biológicas, ou seja, do relacionamento entre os cônjuges cristãos. O Amor Eros está presente, mas sobretudo, é antecedido pela comunhão de almas entre pessoas que possuem aspirações puras e que extrapolam a mera atração física que é importante, mas não é tudo entre o casal.

O casal que pretende que sua união dure até que a morte os separe, deve estar calcado, acima de tudo numa aproximação além dos aspectos estéticos, caso contrário, passada a fase da juventude a união ruirá, sem dúvida. O sexo pode ser Cristão, se decorrer do amor verdadeiro e não de mera atração física entre o casal.

Deixemos, porém, que a própria bíblia fale sobre a importância e características do amor, que é uma das três virtudes teologais (fé, esperança e amor).

(I Corintios 13:1) - AINDA que eu falasse as línguas dos homens e dos anjos, e não tivesse amor, seria como o metal que soa ou como o sino que tine.

(I Corintios 13:2) - E ainda que tivesse o dom de profecia, e conhecesse todos os mistérios e toda a ciência, e ainda que tivesse toda a fé, de maneira tal que transportasse os montes, e não tivesse amor, nada seria.

(I Corintios 13:3) - E ainda que distribuísse toda a minha fortuna para sustento dos pobres, e ainda que entregasse o meu corpo para ser queimado, e não tivesse amor, nada disso me aproveitaria.

(I Corintios 13:4) - O amor é sofredor, é benigno; o amor não é invejoso; o amor não trata com leviandade, não se ensoberbece.

(I Corintios 13:5) - Não se porta com indecência, não busca os seus interesses, não se irrita, não suspeita mal;

(I Corintios 13:6) - Não folga com a injustiça, mas folga com a verdade;

(I Corintios 13:7) - Tudo sofre, tudo crê, tudo espera, tudo suporta.

AMEMO-NOS UNS AOS OUTROS COMO CRISTO NOS AMOU.

Carlos Souza
Enviado por Carlos Souza em 26/04/2008
Alterado em 26/04/2008


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras