Carlos Roberto -  CRS Palestrante

A vida,  os sentimentos e impressões em prosa e verso

Textos


De repente amanheceu e eu não vi.

Não me dei conta das borboletas em seus voos coreográficos à luz do sol.
Não percebi as gotas teimosas com seu brilho matutino sobre a folhagem da bromélia preferida. Soluços marcam o compasso de uma música triste então compreendi porque não vi o amanhecer:  É que não amanheci...
Carlos Souza
Enviado por Carlos Souza em 06/04/2014
Alterado em 06/04/2014


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras