Carlos Roberto -  CRS Palestrante

A vida,  os sentimentos e impressões em prosa e verso

Textos



 
As pessoas se desencantam com as expectativas frustradas, se encasulam e passam a proferir um mantra falso de que todas as pessoas são iguais, assim, não estabelecem relacionamentos que indicam estarem assumindo algum risco.
 
A sinceridade anda em baixa, é verdade, mas devemos assumir as rédeas na construção dos relacionamentos que desejamos. Isso serve no mundo dos negócios, nos relacionamentos sociais, na área emocional também.
 
Dirá alguém, ser impossível estabelecer um relacionamento se valendo apenas da nossa razão. Bem, na verdade, é difícil, mas não impossível. Um antiquíssimo provérbio já dizia: "Se a cabeça está acima do coração, a razão deve dominar a paixão."
 
Mas não estou convidando ninguém a andar com um formulário cheio de perguntas dirigidas a quem queira estabelecer um relacionamento que pode abranger a amizade, desenvolvimento de negócios, ou, ainda, buscando um namoro
 
Seja qual for o relacionamento deve estar calcado em alguns pilares:
 
I - Diálogo - Um relacionamento onde não funciona o diálogo não é relacionamento verdadeiro. Até com nossos animaizinhos, envidamos algum esforço de diálogo e isso funciona muito bem, pois apesar da irracionalidade deles, conseguem discernir qual o nosso estado anímico. Casamentos, amizades e sociedades, sucumbem quando falta o diálogo.
 
II - Sinergia - Num relacionamento baseado no egoismo, as pessoas envolvidas não olham na mesma direção e isso dificulta o estabelecimento de uma aliança duradoura e produtiva. É bem por isso, que se você se coloca no lugar do outro, você consegue entender a real necessidade deste e o traz para uma esfera tranquila de aceitação. Num processo de venda, se você é um pretenso comprador e percebe que o vendedor está querendo empurrar um produto ou serviço para você, ele perde ou nem consegue a tua confiança. Mas quando você percebe que o vendedor, sem abdicar da condição de vendedor, deseja entender e resolver o teu problema, fica estimulado a confiar e a negociar com essa pessoa. A sinergia nesse caso, é o esforço mútuo em direção a um resultado de sucesso.
 
III - Sinceridade - Um relacionamento verdadeiro exige sinceridade. Você já viveu uma amizade verdadeira na qual o seu amigo ou amiga diz coisas que você normalmente não escutaria de qualquer outra pessoa, mas se dobra ao fato de que o(a) amigo(a) está sendo sincero e querendo o melhor para você? A palavra sincero é de origem romana. Os artesãos tiravam as imperfeições do mármore utilizado em suas obras com uma cera especial que fazia sumir as imperfeições que apareceriam com o passar do tempo. Surgiu então artesãos que se negavam a produzir uma obra com imperfeições escondidas pela camada de cera, daí o termo "sine cera". A sinceridade é também sinônima de transparência. Num relacionamento transparente as partes envolvidas não escamoteiam seus propósitos e suas posturas. Se é vendedor, não esconde do outro a intenção de venda, mas deixa bem claro que antes de tudo valoriza mais o relacionamento saudável.
 
IV- Agregamento - Um relacionamento que nada agrega à sua vida, é algo inaceitável, pois relacionamentos frívolos tendem à serem passageiros, efêmeros e superficiais. Por outro lado relacionamentos agregadores, provocam mudanças e trazem consigo a grandeza bilateral. Essa bilateralidade implica que você não é apenas quem agrega ao seu patrimônio pessoal o bônus decorrente do relacionamento com alguém, mas que esse alguém também precisa agregar algo a partir desse relacionamento (Lei da Reciprocidade).
 
Obviamente múltiplos aspectos podem ser abordados na área dos relacionamentos, entretanto, ficam para outro momento já que o texto já alcançou um espaço considerável.
 
Carlos Roberto de Souza
Palestrante
 
Carlos Souza
Enviado por Carlos Souza em 19/02/2019
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras