Carlos Roberto -  CRS Palestrante

A vida,  os sentimentos e impressões em prosa e verso

Textos


Quem não conhece deveria conhecer o  Robinho Drums ou simplesmente Robinho.  Na verdade estou falando do 3º Sargento Policial Militar  Robson Nilson Vicente.  Gente do bem, com uma  alegria que contagia as pessoas à sua volta.

Oriundo de uma família que  sempre cultivou e ainda cultiva o amor pela música.   Com efeito, desde que me conheço por gente,  conheço o pai do Robinho, o Nivaldo Vicente, emérito trombonista e formador de músicos na igreja evangélica onde dirigia a banda. A mãe do Robinho, Olga Vicente, de saudosa memória, sempre participou  do coral  onde minha mãe também cantava.  Os filhos, como não poderia deixar de ser, foram nascendo nesse ambiente musical e os netos também. Hoje, nos eventos comemorativos da família Vicente, participa um grupo considerável de músicos e cantores. É uma marca registrada.

O Nathanael, mais conhecido como Zito, irmão do Robinho, ingressou na PM e lá era músico muito respeitado. Tive oportunidade de vê-lo liderando um grupo musical da Polícia Militar, num evento realizado no Tribunal de Justiça. O Robinho, mais jovem, veio nas pisadas do irmão e também ingressou na Polícia Militar em 1997. Apaixonado pela música, ele passou pela Banda do CPA/M-5 e CPA/M-8 e atualmente está no Corpo Musical desde 2010.

Não sei como funciona, mas acho que a Gloriosa Polícia Militar do Estado de São Paulo, deve adotar um critério específico para os músicos, pois estes dificilmente tem a oportunidade de se  destacar em ocorrência que possa caracterizar um ato de bravura, mas nem por isso deixam de merecer promoção.
 
O Robinho é um músico multi-instrumentista (toca contrabaixo, sax, bateria, percussão e outros) e além disso, ainda tem tempo para fazer arranjos para eventos civis e militares e que fazem parte do repertório da Banda Sinfônica da PM onde atua.

Eu soube que recentemente ele foi agraciado com uma medalha da ONU e recebeu, ainda,  a láurea de mérito pessoal em 3º Grau. Trata-se de um policial exemplar, pessoa de origem modesta, porém, uma pessoa que causa orgulho a gente  conhecer.

Faço votos que o Robinho alcance postos mais altos na carreira pois não lhes faltam os predicados necessários, e isso, é uma questão de tempo.   A Polícia Militar e  a sociedade precisam de pessoas com o perfil do Robinho que sabe exercer de forma responsável o seu mister sem perder a brandura.
Quando passei pelo curso de Delegado de Polícia, o professor de Ética Policial repetia sempre uma frase dizendo que como policiais deveríamos ser fatores de tranquilidade pública.   Outro dia, observei uma cena comovente.

Lá na Av. João de Andrade (Osasco), um gatinho atravessava a movimentada pista e o condutor de uma viatura da PM diminuiu a marcha, parou e aguardou o animal terminar a travessia e tenho certeza de que agiria da mesma forma diante de qualquer pedestre. 

Sabemos que a maioria dos Policiais Militares é digna, vivem sob o risco da violência contra si e contra os familiares, seus soldos são baixos e, além disso, sofrem  com a veiculação de atos negativos praticados por maus policiais..

Mesmo atuando na magistratura continuei privando da amizade da família que merece o reconhecimento por ser gente do bem, honesta e  trabalhadora.

Um abraço meu amigo Robinho, ainda  espero ve-lo no topo da carreira que abraçou com tanto carinho e dedicação.

* Robinho é casado com a Caroline Miranda (foto) e tem uma linda filha, a Vick.
 
 
 
 
 
 
Carlos Souza
Enviado por Carlos Souza em 07/01/2016
Alterado em 07/01/2016
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras